Lençois Maranheses

Está aí um lugar que superou minhas expectativas, principalmente porque os demais locais nas redondezas são muito superiores aos Lençois.

Meu roteiro foi o mais simplificado possível, porque tive poucos dias e é distante pacas. Cheguei tarde em São Luis e perdi a oportunidade de seguir para Barreirinhas direto, logo passei a noite por lá e peguei o primeiro translado pela manhã para conseguir já fazer um passeio na parte da tarde. A distância entre São Luis e Barreirinhas é de 257 Km, que dura aproximadamente quatro horas, porque há um "cata-cata danado" até pegar a estrada.

Dia 1 - Lagoa Azul - Os passeios às lagoas a partir de Barreirinhas começam atravessando o rio para a outra margem, em uma balsa. Depois 20 a 40 minutos de 4x4 por caminhos de areia com algumas partes alagadas. Então só resta descer do carro, e subir para dar de cara com uma espécie de deserto e entre uma duna e outra, grandes poças que nos recebem para banho. A Lagoa Azul é uma das mais fantásticas. E pôr do sol é indescritível.

clique na foto para abrir o álbum

 

Dia 2 - Atins e Canto do Atins - As lagoas desse lugar me encataram mil vezes mais que as do passeio oficial, no primeiro dia. É mais tempo no 4x4, balançando como um liquidificador, mas que vale demais!!!! Almoço no famoso restaurante do Antonio que casou com a cozinheira do restaurante da Luzia, que por acaso, é sua irmã. Hoje em dia eles não se falam. Camarão dos deuses!!!

É o passeio mais longo, mas ainda deu tempo de fazer o voo sobre os lençois com direito ao pôr do sol.

​​​​​​​​​​

 

 

clique na foto para abrir o álbum

 

 

3 - Rio Preguiças: Vassouras, Mandacaru e Caburé - Saímos de voadeira pelo Rio Preguiças com a primeira parada em Vassouras, onde pudemos caminhar por dunas no meio do rio (essa mesma areia, de tempos em tempos, açoria o rio), nesse local os macacos-prego são as atrações! Em seguida paramos em Mandacaru, povoado que vive da pesca e do artesanato feito com a palha do buriti (mais barato que em Barreirinhas) e subimos no farol. Última parada, onde de um lado é o Rio Preguiças e do outro o mar (nossa "pilota" nos levou à foz). Paramos para almoçar no Restaurante do Gringo, um croata que largou tudo há seis anos e resolveu se firmar por aqui. A volta é um batidão só, porque tínhamos meia hora para o banho e arrumar as coisas para o translado à São Luis. No fim tudo deu certo.

Dia 4 - Centro Histórico de São Luis - Haviam me falado horrores do Centro Histórico. Sim poderia mesmo estar melhor conservado, mas também não está tão decrépito. Uma manhã foi suficiente para percorrer as ladeiras, visitar o Palácio dos Leões, a Catedral da Sé e o Museu sacro ao lado. O grande problema é a falta de policiamento em um local que deveria ter para proteção dos turistas. Me senti um pouco insegura.

Na noite anterior, o policiamento estava muito maior, uma vez que rolava um São João com direito a apresentação de Boi-Bumbá. Ainda bem que optei por me hospedar no Centro Histórico.

 

 

 

 

 

 

clique na foto para abrir o álbum
clique na foto para abrir o álbum

Onde fiquei:

Soft Inn - Ponta d'Areia/São Luis - Básico do básico e valeu pelo preço, já que foi só uma dormida para pegar o transfer pela manhã para Barreirinhas.

Pousada da Areia - Barreirinhas - A pousada fica muito próxima do centro da cidade e da beira rio, o quarto é amplo, tem local próprio para as malas, cabides, ar condicionado novo e silencioso, frigobar e boa limpeza. O café da manhã poderia ser melhor, mas eu, particularmente só preciso de um bom café preto e este é muito bem feito! Apesar do check out ser muito antecipado com relação aos passeios, a pousada disponibiliza banheiros no térreo e local para guarda da bagagem, o que é um conforto para pegar o translado para São Luis sem sal e areia. O staff não está sempre com o sorriso estampado no rosto, mas atendem muito bem, no nível educado sem simpatia.
O único problema chato mesmo, são os avisos no quarto com relação à roupa de cama, com ameaças de cobrança quanto à manchas, uma vez que a roupa de cama JÁ apresenta muitas manchas, fiquei com medo de me cobrarem por algo que não fiz!!!

Gran São Luis Hotel - Centro Histórico - O hotel é antigo sim, mas tendo em vista uma noite de passagem para seguir ou voltar dos Lençois, é excelente!!! Fica muito bem localizado, na parte de cima do Centro Histórico, colado à Catedral, possibilitando conhecer a pé toda redondeza. Café da manhã muito bom, com um pão doce que deixou saudades!!! Ar condicionado novo, quarto amplo, roupas de cama de algodão e chuveiro bom com secador de cabelos. O staff é atencioso e a iluminação nos corredores e no hall principal é estranha.

Passeios: todos feitos com a Santos Turismo. Atendimento excelente e preços bem interessantes.

Sobrevoo: feito com a Ava. E vale cada centavo, mesmo com as lagoas com pouca água.